Série Coisas Que Eu Não Sentirei Saudade

Série Coisas Que Eu Não Sentirei Saudade

Faz tempo que essa série não aparece por aqui, né? Mas eis que não consigo me conter…
- Não vou sentir falta das ratazanas mortas e esmagadas na Rua Santa Luzia, no centro do Rio, por onde passo todos dias para chegar ao trabalho. Sempre tem alguma, mas não costuma durar muito. Essa semana, no entanto, tem, pelo menos, duas, que, pelo visto, vão virar asfalto (já estão no processo…) antes que uma alma da Comlurb resolva tirá-las de lá. Nem preciso dizer quão nojento isso é, né? Argh! Ah, sim… e eu nem disse que elas estão em frente à Santa Casa, um hospital.

- Não vou sentir falta dos carros subindo na calçada sem sequer se preocupar com o pedestre que está passando. Na mesma rua, os carros não só trafegam na calçada, na nossa frente, como estacionam e se fazem donos desse espaço que deveria ser nosso. Como se não bastasse serem donos da rua!

- Sei que a Flávia, do Crônicas do Iglu, vai me achar a pessoa mais hipócrita e desprezível do mundo se algum dia ler isso aqui, mas lá vai: não vou sentir falta de ter uma empregada aprontando todas na minha casa. Não vou me estender, só contar o último episódio. Na segunda à noite (coincidentemente, o dia que ela vai), nosso vaso sanitário entupiu sem nenhum motivo aparente. Nada fazia o dito cujo desentupir. Na quarta (quando ela vai de novo), perguntei se tinha acontecido alguma coisa (claro, a resposta foi “não, senhora”) e pedi pra ela tentar desentupir, que nós já tínhamos esgotado nossas tentativas. Chego em casa e encontro um bilhete dela:

“D. Camila, desentupi o vaso. Acho que o suporte da pedra sanitária (aquela pedra com cheirinho e desinfetante que fica presa no vaso) tinha caído lá dentro”.

E daí eu percebi que a pedra, realmente, não estava mais lá, desde segunda. A minha revolta é que ninguém “acha” que uma coisa caiu ou não. Enfim, é claro que ela não tinha desentupido nada e nós tivemos que pagar R$ 70,00 para uma pessoa ir lá hoje e tirar o tal do suporte que ela “achava” que tinha caído lá dentro.

Essas coisas me tiram do sério! E eu prefiro ser a única a “achar” lá em casa (o marido também pode, né?!).

Envie por e-mail.

Escrito por K em Thursday, May 29, 2008, às 11:17.

5 Comentários (OBA!) »

  1. Comment by Flá

    Pois é! Quando eu morava no Brasil sempre me senti dividida entre o luxo de ter quem limpasse minha sujeira e a sanidade mental. A saida foi intercalar periodos com ou sem faxineira. Mas é cada historia que eu vou te contar, viu? E pra te consolar, aqui a limpeza e menos pesada. Tem muito produto bom pra gente nao precisar ficar se matando.

  2. Comment by Andréa

    Camila, acho que vou “clonar” sua idéia e colocar no Picolé Carioca também…

    Todo dia de manhã, indo a pé pro trabalho, vejo uma série de coisas que me irritam e já chego “na pilha”… Acho que vou começar a escrever sobre essas coisas no blog pra desestressar… heheheheh!

    Hoje, por exemplo, estava um caos na rua Pinheiro Machado, em Laranjeiras (tudo bem, essa rua é complicada mesmo, mas desde a tal Lei que proíbe caminhões na cidade até as 10h da manhã, melhorou muito) e o engarrafamento era justamente causado por um caminhão da prefeitura recolhendo restos de árvores que haviam sido podadas recentemente. Pode isso??? A própria prefeitura, que cria a Lei, não a obedece??? E nesse caminho que eu faço de mais ou menos 15 minutos, vi mais uma meia dúzia de caminhões desrespeitando a tal Lei, sem o menor constrangimento…

    É amiga, tá duro de aturar…

    Bjs,

    Andréa

  3. Comment by Flávia do Iglu

    Camila,

    Sinto informar que há muitos ratos gigantes em Vancouver. Não sei para onde você vai, mas se vier para Vancouver, não escapará das ratazanas. Já teve rato morando DENTRO do centro cirúrgico onde eu trabalho!

    E sim, daqui a 6 meses, você me conta se sente ou não falta das empregadas. Por piores que sejam.

  4. Comment by Lenina

    Com uma mentalidade dessa vc deveria ficar por ai mesmo. A sua mente retrogada e escravocrata so poderia ser brasileira. Pessoas como vc so vem pro hemisferio norte para sujar a igualdade social q aqui sim realmente existe. So me resta desejar-lhe toda a infelicidade do mundo e que nasca um cranco bem grande no meio da sua testa. tudo de mal e q seus sonhos nunca se realizem. Ah! Por favor me desculpe pela falta de acentos e pela falta da cedilha, nao consigo acha-los nesse teclado.

  5. Comment by banheira entupida

    Encontrei finalmente um site que fala sobre desentupimentos.

    No desentupimento 24 encontrei dicas para desentupir banheiras.

    Para quem necessitar de dicas para entupimentos visite o sitio Desentupimento 24.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe seu comentário

Se você quiser deixar algum comentário, basta preencher o formulário abaixo.

(required)

(required)



  • Rio de Janeiro, BR
  • Toronto, CA
  • Vancouver, CA
  • Visitantes desde Julho/07

  • Assinar o blog