A vida é uma caixa de bombons

A vida é uma caixa de bombons

“Life is what happens to you while you’re busy making other plans.”

(Vida é aquilo que acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos.)

John Lennon

Esse final de semana eu estive, de novo, doente em casa. Aparentemente, tive a tal da “stomach flu”, que é uma gastroenterite que eu não desejo a ninguém. Não é legal ficar doente e ficar doente sozinha, sem ninguém pra cuidar de você, preparar a comida, lavar a louça, colocar o lixo pra fora e, principalmente, ir até a farmácia comprar o remédio necessário, é infinitamente pior.

Depois da terceira doença em três semanas você começa a se perguntar o que está acontecendo, o que você está fazendo. Junto com isso, o marido aceitou oficialmente a proposta feita pelo chefe dele no Rio para que ele ficasse mais um ano trabalhando. Mas isso vocês ainda não sabiam, então deixa eu rebobinar…

Quando viemos para cá já sabíamos dessa proposta, mas estávamos decididos a manter nosso plano de vir. O marido faria o mestrado que começa em setembro e eu começaria a procurar emprego e faria um college. Mas eis que chegamos aqui e começamos a perceber que a crise existe. Algumas pessoas foram, sim, demitidas e estão, sim, tendo dificuldade em conseguir emprego. Não é o fim do mundo, mas entre vir pra cá num momento desses e aceitar uma proposta que representaria ainda mais segurança pra gente na vinda definitiva, preferimos - para minha tristeza - aceitar a proposta e adiar em mais um ano os planos de imigração.

Como já estava programado, o marido voltou para o Brasil e eu fiquei para aguardar o PR Card e, então, diante dos novos planos, voltar para o Brasil. A única coisa certa é que eu teria que estar aqui em Toronto em junho para fazer o tal curso de orientação vocacional no JVS, mas para isso estávamos dispostos a desembolsar uma passagem a mais, pois não encaramos muito bem toda essa distância que, no momento, existe entre nós.

Recapitulando, eu fiquei doente pela terceira vez e decidi que assim que os cartões chegassem - em algum momento ao longo dessa semana - eu providenciaria a passagem de volta para o próximo final de semana. Não me entendam mal, eu adoro esse lugar, tenho muito o que ver por aqui, mas eu, simplesmente, quero vivenciar todas essas novidades com o marido. Pode ser divertido sozinha? Sim, pode, mas esse era um plano do casal e eu não queria que virasse algo tão solitário.

Voltando… Na última sexta-feira à noite, eu já não estava me sentindo muito bem e acabei ficando em casa. Resolvi colocar a versão atual do meu currículo no Monster e no Workopolis. Na verdade, eu até pensei em aplicar para alguns anúncios para ver o tipo de retorno que eu teria, mas desisti porque decidi que não queria brincar com fogo (vai que aparece uma proposta?!). Então, tudo o que fiz foi atualizar meu cadastro nesses sites e pronto.

Eis que ontem, terça-feira, chego em casa e tenho uma surpresa na minha caixa de e-mail: uma mensagem de uma firma de advogados me convidando para uma entrevista. A primeira coisa que eu penso: “como assim, isso é spam? Mas como um spam sabe que eu gostaria de um emprego justo nessa área?”. A mensagem dizia que a pessoa tinha deixado uma mensagem na minha caixa postal também e eu fui logo checar.

A primeira mensagem era de uma agência de empregos dizendo que eles têm uma oportunidade que corresponde ao meu perfil e eu penso: “ah, tá, era isso, agência… mas parecia ser direto do escritório…”. Salvo a mensagem e ouço a próxima. Essa, sim, é do tal escritório. Ou seja, dois dias úteis depois de colocar o currículo online recebo dois retornos! No mínimo, meu currículo está bem feito.

Respondo ao e-mail - às 8 e meia da noite - e dez minutos depois recebo a resposta dizendo que querem me entrevistar no dia seguinte (que foi ontem). Entrevista marcada, fui me preparar para ela. Li todo o site da firma, fiz anotações… pra falar a verdade, a ansiedade e o nervosismo eram tamanho que mal consegui dormir. Às 3 da manhã ainda estava rolando na cama, depois de ter levantado pra escrever as ideias que apareciam, comer e ler um livro. Em algum momento o sono acabou vindo…

E a entrevista? Bom, depois escrevo em detalhes dando dicas e falando o que aprendi no curso sobre elas. Por ora, digo apenas que foi bem legal. Fui entrevistada pelo administrador e pelo advogado-chefe da firma. Eles foram muito simpáticos, riram e brincaram comigo. No final, me mostraram todos o escritório e me apresentaram a todos os funcionários e advogados (não são muitos). Me senti meio como se fosse o primeiro dia de trabalho! Daria até para dizer que eu tinha sido bem sucedida, mas os canadenses são muito simpáticos e sempre fazem mil elogios a você, então é meio como “eles falam isso para todos”. No final das contas, só esperando mesmo pela resposta para comemorar - ou não.

Independente do que acontecer, o saldo de tudo isso já é muito positivo. Mesmo que eu não seja escolhida para a vaga - e as chances disso acontecer não são pequenas -, já sei que não é loucura tentar esse tipo de posição (legal secretary/law clerk, ou seja, exatamente o que eu fazia no Rio); sei que meu currículo está no caminho certo; tive a primeira experiência com uma entrevista sem estar desesperada pelo emprego (o que ajuda muito para, minimamente, manter a calma). Enfim, foi uma grande surpresa isso tudo e só agora estou me recuperando do susto.

E o que nós vamos fazer? Bom, por enquanto, minha gente, nada mudou, pois tudo o que fiz foi uma entrevista. Se pintar uma oferta de trabalho, vamos pensar direitinho nas nossas opções, comparando os números e tudo o mais. Mas isso é algo que vamos nos preocupar, talvez, semana que vem, quando eu devo receber algum retorno deles. Aliás, essa espera já é angustiante sem ter a pressão de ter que conseguir o emprego, imagino como será quando eu estiver mesmo na busca por uma colocação no mercado.

E agora eu fico em stand by para poder providenciar a passagem de volta, fazendo outros planos… E para quem está no processo, parem de reclamar da demora. Essa é apenas a primeira de muitas que vocês terão pela frente. Esperar o SIN Card, o PR Card, o OHIP, uma entrevista de trabalho, uma resposta, uma oferta,…

Envie por e-mail.

Escrito por K em Thursday, April 23, 2009, às 21:15.

14 Comentários (OBA!) »

  1. Comment by Marcia

    Hi there! Muito legal o seu blog! Estou chegando com meu marido e minha filhinha em Toronto no dia 31 de maio e fiquei interessada no curso de orientação vocacional do JVS mas nao encontrei na pagina deles onde eu posso me inscrever para o curso… vc pode me dar uma luz?
    Beijo e boa sorte com todas as coisas que estao acontecendo com vcs!
    Marcia

  2. Comment by Octavio

    K,
    a vida eh cheia de surpresas mesmo. Que tudo se resolva da melhor maneira pra voces. estamos sempre na trcida.
    Beijos

  3. Comment by Renata

    Claro que a gente queria muito que vcs ficassem, mas estou, de verdade, torcendo pelo melhor!
    Não deixe de dar notícias!
    Bjs

  4. Comment by Flá

    Poxa K, que bacana!
    Tem um monte de coisa legal acontecendo e isso é fantástico! Essa oportunidade de entrevista então, excelente pra te deixar mais confiante.
    Tenho certeza que independente da escolha que fizerem vcs estarão numa boa. E acho também que devemos sempre aproveitar as oportunidades boas que aparecem. Se for melhor pra vcs agora voltarem, voltem com tranquilidade porque quem sabe daqui uns tempos aparece uma coisa ainda melhor aqui pra vcs? Aí vcs voltam pra cá. ;-)
    Tô torcendo por vocês.

  5. Comment by Carla Cirne

    Estou acompanhando diariamente seu blog! Melhoras!Quando eu morava sozinha nos EUA, eu tinha sempre em casa as sopinhas rápidas, pois tinha muito medo de ficar doente (sem ninguém para me dar um suporte)… Mas isso só te fortalecerá - para o resto de sua vida! ps: eu e meu marido estamos pensando em imigrar p/aí. Take Care! Carla

  6. Comment by Ubirajara Jr.

    Olá! Te acompanho e tenho certeza que tudo vai correr bem pra vcs!
    Nada que vem fácil é tão gratificante quando alcançado!
    Já escrevi aqui tempos atrás sobre minha dúvida em seguir carreira ou não, pois aqui também sou da área de Direito. Nós vamos para o Québec, já fizemos a entrevista, passamos e estamos esperando notícias do federal.
    Na verdade não definimos nosso plano, só algo bem amplo, mas nosso plano de ação REAL continua, digamos, 30% em aberto ainda, então gostaria de te fazer um pedido muito indiscreto, o que, nítidamente, não lhe olbriga a responder, nem muito menos atender, porém se o fizer eu serei muito grato: Pode me enviar seu currículo por e-mail para eu dar uma olhada? Tenho certeza que me ajudaria muito na minha organização pré-viagem definitiva.
    Agradeço a atenção e desejo que tudo se abra em seu caminho!
    Bonne chance!

  7. Comment by Ronaldo

    K.
    Nós, os seus fãs, acreditamos em você.

    Vá em frente.

    Como disse o sábio:
    “Never tell me the sky’s the limit when there are footprints on the moon.”

  8. Comment by Taty

    nossa, bem complexo…..
    mas ficar sem o maridão não da mesmo….

    eu amo a frase que vc iniciou o post… ficou muito tempo no fundo de tela do meu computador…. é a mais pura verdade….

    beijos e boas escolhas…

  9. Comment by Ana

    Eu nem sabia que você já tinha chegado!! E ótima notícia da entrevista… Um amigo nosso mudou de Vancouver pra Toronto depois de atualizar o currículo no Workopolis. O negócio funciona mesmo.

  10. Comment by Mariana

    Realmente, K, a frase do início do post resume tudo! A gente acha que pode sair decidindo tudo, fazendo planos meticulosos, quando na verdade não é bem assim que a banda toca!

    Boa sorte! bjs, Mari

    PS: não vou nem esconder que estou torcendo pra vcs ficarem aí! hehehe

  11. Comment by Artur

    Filhote,

    Lembre do que conversamos: a cada dia o seu problema! Step by step é o melhor e mais seguro caminho, apesar de todas as angústias e pressas que as incertezas nos trazem.
    Você sempre me surpreendeu com a sabedoria prórpria de cada tempo da sua vida e, tenho certeza, não será diferente desta vez!
    Na dúvida, chame que eu tô na área!

    Beijos,

    Pai.

  12. Comment by Flávia

    Camila!!!
    Ficar doente sozinha é terrivel!!! Não me apavora não, rsrsrs!!!
    Fica tranquila que vcs saberão decidir o que é melhor pra vcs!!! Mas que a decisão é dificil é…
    Bjs,
    Flávia

  13. Comment by Vitor

    Oi Camila, tudo bem? Está melhor?

    Bom, queria te desejar boa sorte. Fica tranquila, você tem potencial para encarar essa oportunidade. Se eles não te aceitarem, estarão perdendo um grande talento! E como esta oportunidade apareceu, muitas aparecerão. Vai com fé, vai que é tua! :D

    Beijos e fique boa logo.

  14. Comment by Jeison e Susana

    Que bacana isso hein !!!

    Muito legal ter esse retorno do seu CV né, mostra realmente que está no caminho certo…

    Mas e se te chamam ? Você ai e ele por aqui !!! Bem complicado, como você disse, mexer com fogo… Não sei se nós suportariamos…

    Bjs e melhoras…

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe seu comentário

Se você quiser deixar algum comentário, basta preencher o formulário abaixo.

(required)

(required)



  • Rio de Janeiro, BR
  • Toronto, CA
  • Vancouver, CA
  • Visitantes desde Julho/07

  • Assinar o blog