De volta pro aconchego

De volta pro aconchego

Estou de volta pro meu aconchego
Trazendo na mala bastante saudade
Querendo um sorriso sincero, um abraço,
Para aliviar meu cansaço
E toda essa minha vontade
Que bom, poder tá contigo de novo,
Roçando o teu corpo e beijando você,
Prá mim tu és a estrela mais linda
Seus olhos me prendem, fascinam,
A paz que eu gosto de ter.
É duro, ficar sem você vez em quando
Parece que falta um pedaço de mim
Me alegro na hora de regressar
Parece que vou mergulhar
Na felicidade sem fim

Envie por e-mail.

Escrito por K em Friday, May 1, 2009, às 22:02.

« Anterior: Com que roupa eu vou? - Próximo: Reflexões aéreas »

8 Comentários (OBA!) »

  1. Comment by Artur

    Filhote,

    Linda mensagem! É uma volta vitoriosa porque cheia de sentimento!
    Permita que me inclua entre os “aconchegos” para os quais você está de volta. Assim, posso dizer que espero estar à altura do seu gesto…
    Afinal, ver você “abandonar” tanta coisa com que sonhava (e que parece ter encontrado), nos valoriza e, de certa forma, nor obriga eticamente a agirmos de modo a merecer seu gesto.
    Aproveito pra te receber com a canção do Chico:

    Dono do abandono e da tristeza
    Comunico oficialmente
    Que há lugar na minha mesa
    Pode ser que você venha por mero favor,
    Ou venha coberta de amor
    Seja lá como for, venha sorrindo
    Ah, bem-vinda, bem-vinda, bem-vinda
    Que o luar está chamando,
    Que os jardins estão florindo
    Que eu estou sozinho

    Cheio de anseio e de esperança,
    Comunico a toda gente
    Que há lugar na minha dança
    Pode ser que você venha morar por aqui,
    Ou venha pra se despedir
    Não faz mal pode vir até mentindo
    Ah, bem-vinda, bem-vinda, bem-vinda
    Que o meu pinho está chorando,
    Que o meu samba está pedindo
    Que eu estou sozinho

    Vem iluminar meu quarto escuro,
    Vem entrando com o ar puro
    Todo novo da manhã
    Lá vem a minha estrela madrugada,
    Vem a minha namorada
    Vem amada, vem urgente, vem irmã
    Bem-vinda, bem-vinda, bem-vinda
    Que essa aurora está custando,
    Que a cidade está dormindo
    Que eu estou sozinho

    Certo de estar perto da alegria,
    Comunico finalmente
    Que há lugar na poesia
    Pode ser que você tenha um carinho para dar,
    Ou venha pra me consolar
    Mesmo assim pode entrar que é tempo ainda
    Ah, bem-vinda, bem-vinda, bem-vinda
    Ah, que bom que você veio,
    E você chegou tão linda
    Eu não cantei em vão
    Bem-vinda, bem-vinda, bem-vinda,
    bem-vinda, bem-vinda
    No meu coração

    Beijos enormes,

    Pai.

  2. Comment by Elaine Cavalheiro

    Muito lindo! A voz dela eh tao suave, tao calma!
    =)

  3. Comment by Mariana

    Welcome back! ;)

  4. Comment by octavio

    Eh bom ter voce por ‘perto’, de qualquer jeito.
    Coragem em mais essa etapa.
    Beijos

  5. Comment by octavio

    Agora ouvi a musica. Linda!
    Que declaracao de amor! Emocionante.
    um abraco

  6. Comment by Taty

    que bom que seu coração está mais calminho…. beijocas

  7. Comment by Gianne

    Oi… tbem estou em processo de imigracao a 704 dias e estamos sofrendo um pouco, li todas as suas expectativas e aventuras e torço por vcs.
    Morei em Toronto por 2 anos e voltei somente pra aguardar o termino do processo, espero estar voltando logo, se pudermos trocar mensagens ou alguma experiencia, agradeço.
    giannegarcia@hotmail.com

    Boa sorte Gianne

  8. Comment by K

    Teste

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe seu comentário

Se você quiser deixar algum comentário, basta preencher o formulário abaixo.

(required)

(required)



  • Rio de Janeiro, BR
  • Toronto, CA
  • Vancouver, CA
  • Visitantes desde Julho/07

  • Assinar o blog